Servidores reagem: PL que facilita demissão dá margem a “perseguição

as principais entidades sindicais prometem investida contra o projeto de lei que regulamenta a demissão de servidores públicos. O texto foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, nessa quarta-feira (10/07/2019), e pode ir a plenário.

Se a matéria for aprovada como está, os servidores concursados poderão ser dispensados por “insuficiência de desempenho no trabalho”. A regra desagrada a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) e Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate).

Agora, eles prometem partir para corpo-a-corpo com parlamentares para impedir a aprovação do projeto. Os concursados adquirem estabilidade após três anos de serviço e avaliações periódicas de desempenho. A partir daí, só podem ser demitidos por decisão judicial ou processo administrativo disciplinar.

O projeto quer mudar essa regra e permitir que o superior imediato fique responsável pela dispensa. “A estabilidade não é uma blindamento. Não preserva do mau servidor ser demitido. Achamos que é mais uma instrumento para colocar o trabalhador no canto da parede’, reclama o secretário-geral da Condsef, Sérgio Ronaldo.

Para ele, o projeto tem vício de iniciativa. “É um projeto descabido, com origem não adequada. Um tema desse tem que ser do Executivo, não de um senador ou deputado”, continua.

Ele emenda: “Vamos lutar no Senado e na Câmara para que ele não chegue ao seu final com sucesso. Não tem necessidade. Já temos os instrumentos necessários para punir o mau servidor”.

“Margem para perseguição”
Presidente do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Rudinei Marques, acredita que o projeto não atende as necessidades do serviço público. “Acreditamos que deva haver alguma espécie de mensuração de resultados, mas a própria iniciativa privada, que influenciou o projeto, já abandonou esse modelo há mais de uma década”, critica.O sindicalista aponta as falhas. “O projeto não fala, por exemplo, em incluir a sociedade na avaliação do servidor. Isso abre margem para perseguição política e erros quando fica somente a cargo do superior imediato”, pontua.Além disso, ele condena o texto por não ter referência, como estudos científicos ou acadêmicos como embasamento. “Parece que alguém que queria a cabeça dos servidores fez o texto sem nenhuma consistência. Esperamos alterações ao longo da tramitação”, pondera.Rudinei conclui:”O texto como está dá margem para a perseguição do servidor. Não se pode deixar uma decisão dessas nas mãos de uma única pessoa, mas sim, com um comitê, com a participação de outras servidores, com a sociedade e a autoavaliação”.Entenda o projeto
Se for aprovada, a proposta passará a obrigar uma análise anual de desempenho funcional dos servidores. As regras sugeridas no projeto deverão ser seguidas nas administrações públicas federal, estadual, distrital e municipal.Durante a discussão da matéria na CAS, Lasier Martins (Podemos-RS) afirmou que “não se trata de uma ameaça aos servidores, mas de uma medida que reconhece a hipótese da meritocracia, com incentivo aos funcionários”.A relatora da matéria, senadora Juíza Selma (PSL-MT), apresentou requerimento de urgência. Se fosse avançar de acordo com as regras normais de tramitação do Senado, o projeto deveria ser encaminhado às comissões de Direitos Humanos e Legislação Participativa; Transparência, Governança e Fiscalização; e Controle e Defesa do Consumidor.No último domingo, o Metrópoles mostrou que nos cinco primeiros meses da gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a expulsão de servidores caiu 33%. Em janeiro, 23 servidores foram desligados. Em maio, mês das estatísticas mais recentes, o número chegou a 57.

metropoles

Arquivado em : Noticias Nacionais
Veja Também
Noticias Nacionais

Prédio que desabou em Fortaleza estava em obras, dizem moradores

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra a condição das colunas de sustentação do prédio que desabou em Fortaleza (CE) na manhã desta terça-feira (15/10/2019). Até o momento, duas mortes foram confirmadas. Há informações de que sete pessoas foram resgatadas com vida. Compartilhada por um morador do edifício, a gravação mostra as colunas desgastadas da estrutura que […]

DESTAQUES, Noticias Nacionais

DF: aprovado projeto que determina a filmagem de provas físicas

Os deputados distritais aprovaram, na última semana, a legislação que garante a filmagem das provas físicas nos concursos da administração direta, indireta e fundacional do Distrito Federal. Dessa maneira, a partir de agora, todos os participantes terão acesso à cópia das gravações e os esclarecimentos sobre a pontuação atribuída. O projeto inclui um artigo na Lei Distrital nº 4.949/2012, conhecida […]

Noticias Nacionais

Após cirurgias desmarcadas, diretor do Hran é exonerado

ODiário Oficial do Distrito Federal (DODF) trouxe a exoneração de Sócrates Souza Ornelas, diretor do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), e de Luciano Gomes Almeida, superintendente da Região de Saúde Central. O próprio diretor do Hran, Sócrates Souza Ornelas, também acabou demitido. No último dia 4 de outubro, o Metrópoles fez matéria revelando as falhas no ar-condicionado do […]

Noticias Nacionais

Enem 2019 deve ser mais seletivo e com menos inscritos em 9 anos

Nas últimas semanas, declarações do ministro da Educação, Abraham Weintraub, indicaram que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 terá como foco conhecimentos objetivos, deixando de lado questões com vertente ideológica. Ou seja, menos doutrinas, pensamentos, ideias e visões de mundo e mais “sala de aula” e conteúdos programáticos das disciplinas previstas para a […]