Futuro de Arruda na ação que o acusa de dispensar licitação para amistoso Brasil x Portugal

ex-governador José Roberto Arruda está a um voto de ser condenado ou absolvido em segunda instância por promover, sem licitação, um amistoso entre as seleções de Brasil e Portugal em 2008, ao custo de R$ 9 milhões para os cofres públicos. O julgamento na tarde desta quarta-feira (27/1) terminou empatado, e a decisão sairá na próximas sessões da 2ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).

José Roberto Arruda. Foto: Wilson Dias/Abr

José Roberto Arruda. Foto: Wilson Dias/Abr

Arruda é acusado de improbidade administrativa. O ex-governador foi condenado em primeira instância, em 2014, pela 1ª Vara de Fazenda Pública do DF. Na decisão, o juiz Lizandro Gomes Filho determinou que ele tivesse os direitos políticos suspensos, pagasse multa referente a 50 salários equivalentes ao que recebia à época e fosse proibido de contratar com o poder público. Na mesma ação, proposta pelo Ministério Público do DF, o ex-secretário de Esportes Agnaldo Silva de Oliveira também foi condenado. A defesa dos dois recorreu.

Nesta quarta (27), o desembargador Sérgio Rocha, relator do processo, manteve as condenações. Mas, para Agnaldo, reduziu a multa de 50 para 25 salários. O voto de Rocha foi para a condenação também da empresa Ailanto, que tinha o direito de transmissão do evento.

Já o desembargador João Egmont, revisor do processo, votou pela absolvição dos réus. Ele considerou que o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) não conseguiu provar que houve prejuízo ao erário, sendo assim, no voto do magistrado, não houve crime de improbidade.

A decisão ficaria por conta da magistrada Leila Arlanch, mas ela pediu vista do processo e a sessão foi suspensa. O novo julgamento ainda não foi marcado — a 2ª Turma se reúne todas as quartas-feiras.

Para a defesa de Arruda, não houve irregularidades na realização do amistoso. “Não teve enriquecimento ilícito ou superfaturamento. A empresa já havia comprado o jogo, que foi realizado como um empenho do governo para que Brasília fosse sede da Copa”, afirmou Pedro Ivo. Os advogados de Agnaldo Silva e da empresa Ailanto não foram localizados pela reportagem até esta publicação.

Na condenação em primeira instância, porém, o juiz Lizandro Gomes Filho ressaltou que a contratação da empresa foi realizada de forma rápida, com dispensa da licitação e foi firmada uma semana antes da realização do jogo. Ao absolver a empresa, naquela decisão, o magistrado destacou que ela era a detentora dos direitos  sobre o jogo e cobrou o valor que achava justo, sem interferir na decisão da administração pública.

No jogo em questão, o Brasil venceu Portugal por 6 x 2.

Arquivado em : DESTAQUES, Politica
Veja Também
Politica

Toffoli sugere suspender prescrição até julgamento de recursos

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli enviou uma sugestão de alteração do Código Penal ao Congresso Federal para impedir a prescrição de pena até que se esgotem os recursos em tribunais superiores. A proposta foi enviada como ofício aos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), […]

Politica

PSL quer lançar Joice Hasselmann para a Presidência da República

Após o racha que se formou no PSL — partido do presidente Jair Bolsonaro —, a sigla cogita lançar a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) à Presidência da República, no lugar do atual chefe do Executivo. A informação é da Folha de S.Paulo. A parlamentar tem protagonizado discussões acaloradas com Bolsonaro e os filhos dele: o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e […]

Politica

Bolsonaro: “Brasil precisa de armamentos, meios de se defender”

Enviado especial a Abu Dhabi – Além de tentar vender equipamentos militares para os países árabes, como o novo cargueiro KC-390, da Embraer, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) iniciou o giro na região neste sábado (26/10/2019) com a intenção de ir às compras para modernizar as Forças Armadas brasileiras. “Armamentos. Basicamente, é isso aí. Meios de se defender. Ninguém quer um Brasil extremamente […]

Politica

Podemos quer fim de “tarifaço” da Aneel e convocação de ministro

líder do Podemos na Câmara, deputado federal José Nelto (GO), chamou de “absurdo” o anúncio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de tarifar a produção de energia solar no país. Nesta terça-feira (22/10/2019), ele anunciou que irá pedir a convocação do ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, e apresentará um pedido para realização de audiência pública […]

Politica

Bolsonaro confirma fim da necessidade de vistos para chineses

nviada especial à Pequim (China) – Ao lado do chanceler Ernesto de Araújo, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), confirmou que vai isentar chineses de vistos para entrar no Brasil. Segundo o mandatário da República, a medida vale tanto para turismo quanto para negócios. “Pretendemos fazer a mesma coisa com a Índia”, disse na noite desta quinta-feira (24/10/2019), após […]

Politica

Após creches ameaçarem fechar, GDF diz que quitará dívidas

Após pais de alunos, dirigentes e funcionários de creches conveniadas ao Governo do Distrito Federal (GDF) fazerem protesto em frente à Secretaria de Educação, a pasta anunciou que vai pagar os quase R$ 12 milhões que deve às instituições. Na manhã desta segunda-feira (21/10/2019), a manifestação pedia a quitação das dívidas para que 20.882 crianças não ficassem […]