Reajuste de 9% no preço do botijão de gás passa a valer a partir de quinta

 

cb

Começa a valer a partir de amanhã o reajuste médio de 9% no preço do botijão do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), usado nas residências como gás de cozinha. O índice médio foi calculado pela Associação Brasiliense das Empresas de Gás (Abrasgás). Algumas revendedoras informaram que repassarão o aumento aos poucos, de acordo com a chegada dos novos estoques com os valores atualizados. A previsão é de que, até a primeira quinzena de setembro, todas as lojas trabalhem com preços mais altos. Dessa forma, o consumidor poderá encontrar unidades custando até R$ 90.
O aumento ao consumidor final é reflexo da alta do preço do produto na cadeia produtiva. Durante agosto, as principais distribuidoras de gás no país — Ultragaz, Supergasbras, Nacional Gás, Copagás e Liquigás — enviaram comunicados para as revendedoras locais, avisando sobre o reajuste. A Supergasbrás, por exemplo, informou que o valor do botijão será incrementado em 8,84% a partir de 5 de setembro e alegou que a porcentagem acompanha a inflação. A Ultragaz praticará reajuste de 7,92% a partir de 4 de setembro. No informativo, a companhia alegou correção inflacionária e custos com transporte e insumos. “Como é de amplo conhecimento, ao longo do último ano, vivenciamos no Brasil uma forte pressão inflacionária. Soma-se a este fato um cenário logístico e de suprimentos ainda mais desafiador em nosso segmento, que resultou em impactos adicionais relevantes em nossos custos operacionais”.
A diretora da Abrasgás, Cyntia Moura Santo, acredita que os botijões podem ficar até R$ 15 mais caros, o que daria um aumento superior ao médio, de 9%. Ela explica que, como o mercado é livre, os revendedores podem aproveitar para repassar custos adicionais. Ela lembra, ainda, que a Petrobras pode fazer um reajuste a mais, como no ano passado. Por enquanto, só as distribuidoras comunicaram os aumentos. “Em 2015, a Petrobras anunciou reajuste de 15% às 18h de 31 de agosto, sendo que a alta passaria a valer a partir de 1º de setembro. Quando vimos, tínhamos um aumento de 24,9%”.
Questionada sobre o acréscimo no valor do gás residencial, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) informou, por meio de nota, que não regula nem fiscaliza preços. O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) não quis comentar o reajuste. A Ultragaz e a Liquigás disseram que não comentam preços. A Supergasbras e a Nacional Gás não responderam à reportagem.
O repasse pesará no bolso do consumidor. No caso do Distrito Federal, além do reajuste, será preciso ficar atento ao local da compra. As diferenças de preço chegam a 23%. No Lago Sul, um botijão custa R$ 68. Em Ceilândia, pode ser adquirido por R$ 55. No Setor Tradicional de Planaltina, chega a R$ 65; no Park Way, também.
A empresária Lurdes Mendonça, 65 anos, reclama de prejuízo. “Vendo caldos em frente a uma faculdade, chego a usar três botijões por mês. Esse aumento atingirá diretamente os meus lucros”, lamenta. A vendedora foi pega de surpresa, mas não aumentará o preço dos produtos. “Sei que, se eu mudar o valor, perderei clientes”, conta. Cláudia Fraga, 50, é proprietária de uma distribuidora de gás no Cruzeiro e conta que o repasse deve impactar negativamente as vendas durante a primeira semana. “No começo, os consumidores ficam pesquisando mais, mas, como o aumento é geral, eles acabam voltando a comprar conosco, e as vendas se normalizam”, explica.
 FONTE: CORREIOWEB
PUBLICADO 31/08/2016
11:56 HS

Arquivado em : Economia
Veja Também
Economia

Preso pela PF, DJ afirmou que foi hackeado por Walter Delgatti

m depoimento à Polícia Federal, o DJ Gustavo Henrique Elias Santos informou que teve o telefone hackeado por Walter Delgatti Neto. Os dois estão presos desde a última terça-feira (23/07/2019) suspeitos de terem invadido o celular do presidente Jair Bolsonaro (PSL), do ministro Sergio Moro, de procuradores, desembargadores e delegados de polícia. Questionado, o advogado de Gustavo, […]

Economia

FGTS: rombo de R$ 93,5 bilhões e saques podem ameaçar projetos

pesar dos novos projetos do governo de Jair Bolsonaro (PSL) para oFundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o benefício pode não ter saldo suficiente para aprovar programas de habitação, saneamento, infraestrutura e saúde até 2022. As informações são do jornal Folha de S.Paulo. Com o valor totalizado em caixa atualmente, seriam necessários R$ 93,5 […]

Economia

CTIS oferece 10 vagas para desenvolvedores em Brasília

CTIS procura desenvolvedores Java em Brasília. A empresa de tecnologia oferece 10 vagas para profissionais especializados nessa linguagem de programação. O salário não foi divulgado, mas os contratados terão direito a assistência médica, odontológica, vale-alimentação, refeição e transporte. Entre os requisitos para o cargo estão a graduação em tecnologia da informação; gerenciamento, empacotamento e automação; arquitetura de serviços web; […]