Senadores do DF votaram a favor das indicações de promotores ao CNMP

Coluna Eixo Capital/Por Ana Maria Campos
A votação foi secreta, mas os três senadores do DF, Izalci Lucas (PSDB-DF), Leila Barros (PSB-DF) e José Antônio Reguffe (Podemos-DF) disseram à coluna que votaram a favor da indicação dos promotores Dermeval Farias, do DF, e Lauro Machado Nogueira, de Goiás, para a recondução ao cargo de integrante do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Leila, no entanto, respeita o resultado pela rejeição dos dois nomes. “Fui favorável à recondução dos procuradores Lauro Machado Nogueira e Dermeval Farias para o CNMP. O Plenário é soberano e, por isso, respeito o resultado da votação”, afirmou.

Ao longo das discussões, os parlamentares conversaram com a procuradora-geral de Justiça do DF, Fabiana Costa, que trabalhou pela aprovação de Dermeval. Também esteve no Senado o antecessor de Fabiana, Leonardo Bessa. Mas não teve jeito. O clima era contra a Lava-Jato e os dois promotores votaram contra a abertura de processo contra o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da operação em Curitiba, e principal alvo da Vaza-Jato.

Dia de luto para o MPDFT
O presidente da Associação do Ministério Público do DF, Trajano Sousa de Melo, divulgou ontem uma nota de repúdio à rejeição pelo plenário do Senado da indicação do promotor Dermeval Farias para o CNMP. Para a entidade, a data em que o tema foi analisado vai se tornar um “dia de luto”, dia em que o interesse público foi preterido. “O professor Dermeval Farias Gomes Filho representa para os membros do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios exemplo de Promotor de Justiça. Sua postura ética, independente e altiva em todas funções que exerceu, incluindo a de Conselheiro Nacional, aliada à prudência e serenidade de atuação endossariam qualquer avaliação isenta, criteriosa e objetiva para o cargo a que foi indicado”, diz na nota.

Interferência na Corregedoria do CNMP
A aposta no meio político é de que o grupo do senador Renan Calheiros (MDB-AL) quer interferir na escolha do próximo corregedor do CNMP. O procurador Deltan Dallagnol que se cuide.

Bessa é o mais votado para o Conselho Superior do MPDFT
Procurador-geral de Justiça do DF por dois mandatos consecutivos, Leonardo Bessa teve expressiva votação para integrar o Conselho Superior do Ministério Público do DF, com 180 votos. Primeiro colocado. Marta Alves da Silva, Mauricio Miranda e Mauro Faria de Lima tiveram, respectivamente 126, 119 e 33 votos. Houve cinco nulos e dois brancos.

Mais homenagens a Marizelli
A soldado do Corpo de Bombeiros Marizelli Armelinda Dias, morta no último domingo enquanto combatia um incêndio em Taguatinga, deve ser homenageada pela Câmara Legislativa. A iniciativa é do deputado distrital Claudio Abrantes (PDT), que, em respeito à soldado e à corporação, protocolou moção de pesar pela perda de Marizelli.

Concurso da marca “Brasília 60 anos”
A Secretaria de Cultura e Economia Criativa lançou ontem um edital de chamamento público para seleção de profissional que será encarregado de elaborar a marca “Brasília 60 anos”, data a ser celebrada em 21 de abril do próximo ano. O cachê será de R$ 25 mil.

Liderança milionária e a prima pobre
O prêmio da Mega Sena que saiu para a liderança do PT na Câmara dos Deputados causou uma certa inveja, do bem, em servidores dos distritais petistas. Um funcionário brincou: “Pedi a Deus para a Mega sair para a liderança do PT na Câmara e esqueci de dizer que era a Legislativa”. Cada cota saiu por R$ 2,4 milhões. Também não faltam memes… Caiu na rede.

Kokay com Bachelet em Genebra
Os deputados Helder Salomão (PT-) e Érika Kokay (PT-DF) se reuniram ontem com a Alta Comissária da ONU, Michelle Bachelet, em Genebra, para apresentar o relatório da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados sobre as violações de direitos Humanos no Brasil. Bachelet ouviu com muita atenção e anotou os pontos relatados. Segundo Kokay, ela demonstrou preocupação com a situação do país.

Só papos
“No que diz respeito às escolas, o primeiro erro foi do ex-secretário (Rafael Parente) de querer tratar educação com muita democracia. Algumas coisas têm de ser determinação de governo. Eu fui eleito para entregar alguma coisa melhor do que o passado entregou”

Governador Ibaneis Rocha (MDB), em entrevista ao Correio

“É absurda a declaração do governador Ibaneis dizendo que é um erro “querer tratar educação com muita democracia Da mesma forma que o governador criticou, corretamente, a Lava-Jato por ultrapassar os limites da lei, ele deve ser coerente e respeitar a Lei de Gestão Democrática”

Deputado distrital Fábio Félix (PSOL), pelo Twitter

Arquivado em : Politica
Veja Também
Politica

Câmara dos Deputados aprova projeto que cria polícia penal

ACâmara aprovou nessa quarta-feira (09/10/2019) a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 372/2017 que cria a polícia penal por 402 votos a 8. O texto inclui a polícia penitenciária no artigo 144 da Constituição, que trata da segurança pública. O projeto precisa ser aprovado ainda em segundo turno. “Os agentes penitenciários já têm porte de armas, já exercem a função […]

Politica

CLDF gasta R$ 1,9 milhão para controlar frequência de distritais

Câmara Legislativa assinou, nessa terça-feira (08/10/2019), o contrato para a modernização das sessões plenárias. A medida contará com a instalação de painéis eletrônicos de votação e sistema biométrico de presença dos deputados distritais durante as sessões. O convênio de 36 meses custará cerca de R$ 1,9 milhão e entra em operação num prazo de 60 dias. O contrato […]

Politica

Fora da pauta, governadores discutem Previdência e cessão onerosa

Os assuntos econômicos, como cessão onerosa e a reforma da Previdência, ficaram em segundo plano na sétima reunião do Fórum dos Governadores. Na pauta desta terça-feira (08/10/2019), educação e segurança centralizaram as discussões. Ainda assim, quando abordados pela imprensa, esses foram os principais tópicos que os governadores tocaram. No fim do encontro, o governador do […]

Politica

“De cabeça quente”, Bolsonaro evita comentar sobre ministro denunciado

Ao chegar no Palácio da Alvorada na noite desta sexta-feira (04/10/2019), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi questionado sobre a situação do ministro do Turismo, mas evitou comentar sobre o assunto. Marcelo Álvaro Antônio foi denunciado pelo Ministério Público de Minas Gerais por dois crimes envolvendo candidaturas laranjas pelo PSL, também partido de Bolsonaro. “Sem comentários, sem comentários, sem […]